Apresentação

Apresentação


O Centro de Competências de Inteligência Artificial para a Administração Pública (IA>AP) tem como objetivo promover a ligação entre os alunos, docentes e investigadores do Iscte, na área de Inteligência Artificial (IA), e as instituições da Administração Pública (AP). Pretende-se juntar os conhecimentos e experiência na área de IA, com as entidades que têm dados passíveis de exploração e problemas em que as técnicas de IA podem ser traduzidas em vantagens práticas.

O IA>AP prosseguirá o objetivo acima em várias dimensões:

  1. Contribuir para um melhor conhecimento das aplicações de IA à administração pública em diferentes países, conhecer as iniciativas já realizadas ou em curso neste âmbito e mapear as principais oportunidades de aplicação da IA na AP portuguesa.
  2. Implementar experiências de envolvimento de parceiros da AP em unidades curriculares das licenciaturas e mestrados dos cursos tecnológicos do Iscte, tendo em vista a identificação e abordagem de problemas pelos alunos com recurso a ferramentas de IA.
  3. Criação de propostas de formação na área adequadas a diferentes públicos de modo a fomentar a sensibilidade para o potencial de aplicação da área bem como para a adequação das soluções a vários tipos de problema.
  4. Realização de um workshop para alunos e docentes do Iscte (e outros potenciais interessados) baseado em exemplos de aplicação de IA à AP.
  5. Realização de uma conferência sobre a utilização da IA na AP, envolvendo especialistas internacionais e um conjunto alargado de entidades da AP.
  6. Promoção do desenvolvimento de projetos colaborativos para aplicação de IA na AP.

A abordagem aos problemas em modo de “laboratórios abertos” com a participação das entidades da AP permite uma contextualização e reporte de resultados que não são possíveis quando se usam dados abertos sem o contacto com os proponentes do problema. É, na nossa opinião, fundamental este contacto para poder transformar o esforço de exploração dos dados numa ferramenta útil para a AP. Esta utilidade pode traduzir-se apenas numa visão externa do problema e numa abordagem sistemática dos dados ou no despoletar de alterações com potencial para promover melhorias no serviço prestado.

Pretende-se com estas abordagens um contacto periódico e a criação de uma relação de confiança e de conhecimento dos problemas, por parte de alunos e docentes, que possa levar não só a colaborações continuadas, mas também a projetos aplicados a problemas da AP cujo âmbito ultrapassa as abordagens em aula, mas para os quais os primeiros (e difíceis) passos de conhecimento do problema, estariam já ultrapassados.

Luís Nunes (Coordenador do projeto de criação do Centro de Competências IA>AP)

Doutorado em Engenharia Informática pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Mestre em Engenharia Eletrotécnica e Sistemas de Computadores pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa e Licenciado em Informática pela Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa. É, desde 1997, docente do departamento de Ciências e Tecnologias da Informação do Iscte, tendo lecionado unidades curriculares nas áreas de programação e inteligência artificial a todos os níveis (licenciatura, mestrado e doutoramento). Participou em 1998 no lançamento da UC de Programação Orientada para os Objetos e coordenou, a partir de 2007, as primeiras edições da disciplina Aprendizagem Automática no Iscte.

É também colaborador da Information Sciences, Technologies and Architecture Research Center (ISTAR), tendo sido já investigador do INESC, ADETTI, LIACC e IT. Com interesse de investigação na área de Aprendizagem Automática, publicou mais de 15 artigos em revistas científicas e capítulos de livro e participou em mais de 10 projetos financiados (nacionais e internacionais).